terça-feira, 29 de agosto de 2017

de Mário Dionísio (1916-1993)

1. «O corte das raízes»: «Nada melhor do que essa lufada de ar fresco quando transpunha a porta da casa e se encontrava enfim na rua.»  O Dia Cinzento (1944)

2 comentários:

  1. Gosto muito de Mário Dionísio.
    Acabei na passada semana de ler O Dia Cinzento e outros
    contos. Também é um dos meus poetas de eleição.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E foi também um extraordinário crítico e teorizador do neo-realismo, embora com uma visão restritiva do mesmo.
      Como poeta, creio que a sua poesia inicial envelheceu mal, ao contrário da última que publicou: «Terceira Idade» é um livro extraordinário.

      Eliminar