quarta-feira, 30 de agosto de 2017

de D. João da Câmara (1852-1908)

1. «O Presépio»: «Havia quase um ano que estava na loja, mercearia num bairro escuro, em que mal entrava de esguelha, como espreitando a medo, um raio de sol, entre as casarias muito altas da rua tortuosa.» [Contos (1909); antologia: Gloria in Excelsis -- História Portuguesas de Natal, edição de Vasco Graça Moura, 2003.

Sem comentários:

Enviar um comentário